Atenção!


Informamos que o Grupo Espírita Auta de Souza retomou suas atividades e contamos com a presença de todos a participarem das atividades da casa como palestras, passe, atendimento fraterno, atendimento espiritual, cursos, entre outras.


Todas as sextas-feiras a partir das 19h00.


Rua Força Pública, 268/274, bairro Santana - São Paulo /SP


Altura do número 1205 da Rua Voluntários da Pátria

"Lembra-te deles, os quase loucos de sofrimento, e trabalha para que a Doutrina Espírita lhes estenda socorro oportuno. Para isso, estudemos Allan Kardec, ao clarão da mensagem de Jesus Cristo, e, seja no exemplo ou na atitude, na ação ou na palavra, recordemos que o Espiritismo nos solicita uma espécie permanente de caridade – a caridade da sua própria divulgação".

Trecho retirado do livro Estude e Viva – FEB 9ª edição, cap. 40. Chico Xavier/Waldo Vieira. Pelos espíritos Emmanuel/André Luiz.

Campanha Segunda Sem Carne

sábado, 21 de agosto de 2010

Estrutura da Cidade Espiritual: "Nosso Lar" O Filme


Vamos relembrar e também assistir ao filme.

03 DE SETEMBRO NOS CINEMAS.

ESTRUTURA DA CIDADE ESPIRITUAL

"NOSSO LAR"

Fundação: No século XVI, por portugueses distintos, desencarnados no Brasil.

Localização: Sobre a cidade do Rio de Janeiro.

Governador: a Governadoria está num edifício, "de torres soberanas que se perdem no céu".

Ministérios: 6 (seis), a saber:
> Ministério da Regeneração,
> do Auxílio,
> da Comunicação,
> do Esclarecimento,
> da Elevação e
> da União Divina.

Ministros: cada Ministério é administrado por 12 (doze) Ministros.

População: homens e mulheres, jovens e adultos (desencarnados), em número de um milhão, segundo dados fornecidos pelo Autor, em 1943.

Construções, dependências e lugares especiais: Grande muralha protetora da cidade, com baterias de proteção magnética, conjuntos habitacionais, praça central (que acomoda até um milhão de pessoas), fontes luminosas, jardins, parques arborizados, o Bosque das Águas, o Rio Azul, o Campo da Música, a Câmara de Retificação (para enfermos), etc.
(Umbral = região com várias escalas morais, sendo a mais infeliz denominada de "Trevas").



Trailer


video



CITAÇÕES ESPECIAIS

"Aérobus": veículo de transporte, de grande comprimento, deslocamento veloz e aéreo.

Coral: 2.000 vozes (Hinos: "Sempre Contigo, Senhor Jesus", "A Ti, Senhor, Nossas Vidas").

Globo de Cristal: de 2m de altura (utilizado em reuniões mediúnicas com encarnados)

"Bônus-Hora": forma de pagamento por serviços beneméritos prestados — cada hora de trabalho corresponde a um bônus-hora.


PERSONAGENS CITADOS

OBS.: Citaremos a seguir os nomes dos personagens do livro "NOSSO LAR", colocando entre parênteses: (d) = desencarnado; (e) = encarnado, e os respectivos capítulo e página onde são pela primeira vez mencionados.

ANDRÉ LUIZ - é o Autor Espiritual. Permaneceu no Umbral por 8 anos. Reporta neste livro como foi recolhido ao "Nosso Lar" (colônia espiritual situada na psicosfera da cidade do Rio de Janeiro), por interferência de sua mãe (desencarnada). Graças à sua abnegação e trabalhos incansáveis de auxílio ao próximo, alguns anos mais tarde conquistou a faculdade da volitação. André Luiz é um exemplo dignificante de auto-reforma e de como a conseqüente evolução espiritual traz intensos e multiplicados momentos felizes para todo aquele que ajuda ao próximo.

CLARÊNCIO (d) - 2/24 - É um dos 12 Ministros do Ministério do Auxílio (foi quem socorreu A. Luiz).

HENRIQUE DE LUNA (d) – 4/32 - Médico espiritual que prestou primeiro atendimento a A. Luiz no "Nosso Lar".

LÍSIAS (d) – 5/36 - Visitador dos serviços de saúde no "Nosso Lar". É jovem. Auxiliar de Henrique de Luna. Torna-se amigo muito querido de A. Luiz.

GOVERNADOR - Espírito elevadíssimo. Citado em vários capítulos. Não consta seu nome.

LAERTE (d) – 16/91 – Pai de A. Luiz. Está a 12 anos em trevas compactas no Umbral.

MÃE DE ANDRÉ LUIZ - Espírito iluminado, convivendo em esferas iluminadas, acima de "Nosso Lar" (citada várias vezes no livro, mas o nome não foi revelado pelo Autor Espiritual).

CLARA e PRISCILA (d) – 16/92 – Irmãs de A. Luiz. Revoltadas, permanecem no Umbral.

LUÍSA (d) – 16/92 – Irmã de A. Luiz, que desencarnou quando ele era ainda criança. Está preste a reencarnar entre as irmãs e o pai, em gesto de renúncia.

ZÉLIA (e) – 16/93 – Viúva de A. Luiz.

CÉLIO (d) – 16/94 – Ministro em "Nosso Lar".

LAURA (d) – 17/98 - Mãe de Lísias. Hospeda A. Luiz no seu lar, sendo-lhe amiga maternal.

IOLANDA e JUDITE (d) – 17/98 - Irmãs de Lísias.

POLIDORO e ESTÁCIO (d) – 18/103 - Amigos de Lísias. Auxiliares no Ministério do Esclarecimento.

LASCÍNIA (d) – 18/103 - Noiva de Lísias.

ELOÍSA (d) – 19/106 - Neta de Laura, recém-chegada do Umbral. Desencarnou por tuberculose.

ARNALDO (e) – 19/107 - ex-Noivo de Eloísa.

MARIA DA LUZ (e) – 19/108 - Amiga de ELOÍSA que acaba unindo-se a Arnaldo.

COUCEIRO (d) - 19/109 – Assistente em "Nosso Lar".

TERESA (e) – 19/109 – Mãe de Eloísa. Prestes a desencarnar.

RICARDO (e) – 21/116 – Foi marido de Laura. Há 3 anos voltou a reencarnar.

LONGOBARDO (d) – 21/117 – Assistente em "Nosso Lar".

RAFAEL (d) – 25/136 – Funcionário no Ministério da Regeneração.

GENÉSIO (d) – 26/141 – Ministro da Regeneração.

TOBIAS (d) 26/144 - Funcionário do Ministério da Regeneração (um dos principais amigos e orientadores de A. Luiz).

FLÁCUS (d) – 27/147 – Ministro em "Nosso Lar".

RIBEIRO (d) – 27/147 – Enfermo. Internado na "Câmara de Retificação".

GONÇALVES (d) – 27/147 – Assistente em "Nosso Lar".

LOURENÇO e HERMES (d) – 27/147 – Funcionários do Ministério da Regeneração.

NARCISA (d) – 27/150 – Funcionária do Ministério da Regeneração.

VENÂNCIO e SALÚSTIO (d) – 28/154 – Funcionários do Ministério da Regeneração.

VENERANDA (d) – 28/156 - Ministra mais antiga dos demais em "Nosso Lar". Só ela e o Governador já viram Jesus. Nada comenta sobre isso.

FRANCISCO (d) – 29/158 – Enfermo. Internado na "Câmara de Retificação".

PÁDUA (d) – 29/160 – Ministro da Comunicação em "Nosso Lar".

PAULINA (d) – 30/162 - Espírito de "angelical beleza fisionômica", filha de enfermo internado em "Nosso Lar".

EDELBERTO, AMÁLIA, CACILDA, AGENOR (e) – 30/164 – Irmãos de Paulina, os quatro em contendas pela herança deixada pelo pai.

JUSTINO (d) – 31/169 - Trabalhador humilde em "Nosso Lar".

IRMÃO PAULO (d) – 31/170 - Orientador dos Vigilantes em "Nosso Lar".

PADRE AMÂNCIO (e) – 34/187 - Personagem citado por uma enferma, internada desde 1888 na Câmara de Retificação, no Ministério da Regeneração.

ZENÓBIO (d) – 34/189 – Auxiliar no Ministério da Regeneração.

NEMÉSIA (d) – 34/189 – Funcionária do Ministério da Regeneração.

SILVEIRA (d) – 35/190 - Sócio do pai de A. Luiz (quando encarnados) – É samaritano em trabalhos assistenciais em "Nosso Lar".

LUCIANA (e) - 38/207 – Ex-esposa de Tobias.

HILDA (d) – 38/207 – Irmã de Tobias.

ELOÍSA (d) 39/218 – Hospedada na casa de Laura.

ELISA (d) – 40/220 - Internada na Câmara de Retificação (foi "aventura" de A. Luiz, quando encarnada)

HELVÉCIO (d) 41/229 - Trabalhador atento ao socorro (época da 2ª Guerra Mundial)

EVERARDO (e) 41/229 - Viúvo de uma residente do "Nosso Lar".

ESPERIDIÃO (d) – 41/230 – Ministro em "Nosso Lar.

BENEVENUTO (d) - 43/238 – Ministro em "Nosso Lar".

POLIDORO e ESTÁCIO (d) – Amigos de Lísias e acompanhantes de suas irmãs numa feliz audição musical no "Campo da Música".

NÍCOLAS (d) – 48/264 - Antigo servidor do Ministério do Auxílio.

Dr. ERNESTO (e) – 49/271 – É o atual marido de Zélia.
- À p. 279 há citação de "entidades espirituais", convocadas de forma ininteligível por Narcisa, as quais atendem-lhe, trazendo substâncias com emanações de eucalipto e mangueira, que são aplicadas em um enfermo encarnado, que se restabelece.

TERMOS POUCO USADOS
Termos - capítulo - página - significado

A título de colaboração, registramos abaixo o significado ou origem de alguns termos pouco usados, que eventualmente aparecem ao longo do texto de "Nosso Lar":

Tolda - 10 - 59 - (subst.fem.) - cobertura sobre embarcações.

Cibo - 18 - 101 - nutrimento (comida, alimento).

Olente - 32 - 177 - odorante, perfumado.

Palanquim - 32 - 177 - rede suspensa; liteira (para transporte de pessoas).

Impende - 37 - 201 (do verbo tr. impender = caber, cumprir, tocar) – cabe.


http://observarecriticar.files.wordpress.com/2010/02/nosso-lar.jpg

....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem foi enviada para a moderação.
Obrigado pelo seu comentário!